Procurar no site


ACROTRAMP COM EXCELENTES RESULTADOS NO CAMPEONATO NACIONAL DE DUPLO MINI-TRAMPOLIM E TUMBLING-2014

06-05-2014 12:17

ACROTRAMP COM EXCELENTE PARTICIPAÇÃO NO CAMPEONATO NACIONAL DE DUPLO MINI-TRAMPOLIM  E TUMBLING

 

Miguel Faria (Juvenis) e Henrique Lino (Juniores) são campeões nacionais individualmente

Manuel Oliveira (Seniores) e Iúri Lage (Juniores) são vice-campeões nacionais individualmente

 Henrique Lino, Iúri Lage, Pavlo Stratovych e Nazar Stashko são campeões nacionais por equipas em tumbling (juniores)

 

 

Decorreu no passado Sábado, dia 3 de Maio, o Campeonato Nacional de Duplo Mini-Trampolim e Tumbling, no Pavilhão Municipal dos Pousos em Leiria, reunindo cerca de 400 ginastas, em representação de 42 Clubes de todo o País.

 Foi um grande dia para o Acrotramp Clube das Caldas, pois conquistou dois excelentes primeiros lugares individualmente e um por equipas, dois segundos lugares individualmente, um terceiro lugar e dois quartos classificados.

 As primeiras a entrarem em competição foram as ginastas da categoria de iniciados em Duplo Mini-Trampolim. O Acrotramp esteve representado nesta categoria com sete ginastas, Sofia Vala, Catarina Silva, Beatriz Rodrigues, Margarida Romão, Filipa Araújo, Marta Santos e Carolina Lopes.

As jovens ginastas (algumas no primeiro ano nesta categoria), estiveram muito bem, realizando as suas séries sem falhas e executando correctamente. Colocaram séries novas com mais dificuldade e estiveram muito seguras. Têm que continuar a aquisição de novos movimentos técnicos (ainda de maior dificuldade) se quiserem no futuro alcançar patamares de grande exigência neste aparelho. O Clube acredita nas potencialidades destas ginastas e tem a certeza que brevemente irão alcançar resultados de acordo com o seu valor.

No período da manhã competiu ainda a ginasta Anna Pavliv (Juvenis) também em Duplo-Mini Trampolim. Começou a competição com uma excelente série sendo a terceira classificada no seu grupo, com os mesmos pontos da segunda classificada. A entrada na segunda série foi algo insegura e teve que “improvisar” a “saída” (salto final) do aparelho. Foi pena pois alcançaria de certeza um lugar de destaque no final da competição.

Ainda na parte da manhã, competiram em Tumbling os jovens ginastas Henrique Nascimento e Guilherme Sebastião na categoria de Iniciados.

Estiveram muito bem, executando o que sabiam e sem qualquer falha. Henrique Nascimento classificou-se em 4º lugar (3º ano em que alcança esta posição) e por 0.2 décimos não foi ao pódio. Guilherme Sebastião (ginasta de primeiro ano nesta categoria) realizou as suas séries correctamente. Estes ginastas demonstram algumas capacidades mas têm que continuar a trabalhar de uma forma mais empenhada se desejam algum dia competir ao mais alto nível nesta disciplina.

            Na parte da tarde, os ginastas do Acrotramp estiveram ao seu melhor nível, alcançando marcas em todos os escalões onde competiram, na disciplina de tumbling.

Miguel Faria com duas excelentes séries (finalizadas com duplo mortal engrupado e duplo mortal encarpado), revalidou o seu título de campeão nacional. Trata-se de um ginasta de grande nível técnico, muito jovem e com um futuro promissor na modalidade. Irá tentar este ano o apuramento para o Campeonato do Mundo por idades que se realizará em Novembro, nos Estados Unidos da América (Daytona).

No duplo Mini-Trampolim, Rafael Carvalho em Juniores, colocou nas suas séries muita dificuldade e comprometeu a sua prestação no último salto com uma recepção pouco eficaz. Nas séries de aquecimento não falhou e poderia ter alcançado uma vitória neste aparelho. Outro ginasta do clube com grande nível técnico, ainda terá a compensação do seu esforço num futuro breve.

Mágui Lage em duplo Mini-Trampolim na categoria de Juniores, iniciou a sua competição com uma boa série, executada com muita correcção. Entrou mal no aparelho na segunda série e não conseguiu equilibrar o salto intermédio de modo a finalizar a sua prestação com sucesso. É uma boa executante, mas necessita de maior concentração nos momentos decisivos, já demonstrados em edições anteriores, como por exemplo o excelente 3º lugar, no campeonato nacional do ano anterior.

Em seguida competiram os ginastas Henrique Lino, Iúri Lage, Pavlo Stratovych e Nazar Stashko (juniores) novamente em tumbling. O Acrotramp clube das Caldas dominou em pleno esta prova, colocando os seus ginastas nas 4 primeiras posições.

Henrique Lino sagrou-se campeão nacional, com duas séries de bom nível, acabando sempre com dificuldade superior (duplo mortal engrupado). Este jovem caldense já tinha sido campeão nacional, cinco anos antes na categoria de Infantis, ano em que representou Portugal no Mundial por Idades em São Petersburgo.

Gostaríamos de saber até onde poderia ter ido este jovem caldense se a entrega ao “treino”, as lesões e outros factores não tivessem condicionado a “voos” mais elevados (campeonatos do mundo e campeonatos da europa).

Iúri Lage é vice-campeão nacional individual e campeão nacional por equipas com duas séries de bom nível e boa execução. Excelente resultado para este jovem uma vez que se estreou numa prova nacional e só regressou à modalidade este ano, depois de uma ausência de quase quatro anos.

Pavlo Stratovych alcançou o pódio em 3º lugar e foi campeão nacional por equipas, título que já detinha do ano anterior na categoria de juvenis. Necessita de mais força para poder realizar movimentos de maior complexidade, como o caso dos duplos mortais.

Nazar Stashko, foi 4º classificado e campeão nacional por equipas. Estreou-se em provas nacionais e cumpriu as suas séries com boa execução e muita segurança. É de realçar que este ginasta só começou a praticar esta modalidade no ano anterior e que só integrou a classe de competição este ano gímnico.

Manuel Oliveira na categoria de seniores sagrou-se vice-campeão nacional, a 1 décima de ponto do 1º classificado, com a realização de 2 séries de bom nível, acabando sempre com a execução de duplos mortais. Realizou a primeira série com muita segurança e acabou a 1ª passagem em 1º lugar. Na segunda série não conseguiu “segurar” da melhor forma o “duplo Mortal Empranchado” final, dando dois, três apoios na recepção, comprometendo o título nacional que lhe pertencia.

Na contabilidade final, seis idas ao pódio, cinco individualmente e uma por equipas, numa competição com muito cansaço e desgaste, que parecia não terminar.

Tendo em conta a forma como o Clube encara a competição, atendendo aos meios materiais e horas disponibilizadas, estamos orgulhosos do nosso percurso.

Sabemos que era possível alcançar outros patamares nesta modalidade, no entanto temos conhecimento que para evoluir necessitaríamos de outras condições, seja a nível da dedicação seja a nível de meios materiais. Os novos aparelhos (pista de tumbling e os “novos” Duplo Minis) são na realidade limitadores de um bom desempenho técnico, na situação de treino.

Parabéns aos ginastas, aos treinadores (Professor Stélio Lage e Professora Margarida Alexandra Lage) e dirigentes pelo trabalho realizado. O nosso agradecimento aos pais, pelo acompanhamento e apoio que têm dado ao longo do ano.

Mais um ano de grande sucesso para o Acrotramp Clube de Caldas que continua a prestigiar e dignificar o nome das Caldas da Rainha por todo o País.