Procurar no site


ACROTRAMP COM EXCELENTE PARTICIPAÇÃO NO CAMPEONATO NACIONAL DE TRAMPOLIM (INDIVIDUAL E SINCRONIZADO) E TUMBLING

23-11-2013 15:13

Miguel Faria (Juvenis) e Manuel Oliveira (Seniores) são campeões nacionais individualmente

 Pavlo Stratovych, Duarte Fragueiro e Miguel Faria são campeões nacionais por equipas em tumbling (juvenis)

 

 

Decorreu no passado fim-de-semana, dias 18 e 19 de Maio, o Campeonato Nacional de Trampolim (Individual e Sincronizado) e Tumbling, no Pavilhão de Municipal de Santarém, reunindo cerca de 400 ginastas, em representação de 42 Clubes de todo o País.

Autentica “maratona” de ginástica a começar no sábado às 9.00 horas e a terminar neste dia às 23 horas, recomeçando no domingo às 9.00 horas, estendendo-se até às 18.00, portanto cerca de 23 horas de atividade.

Foi mais uma experiência da Federação, combinando pela primeira vez uma prova de trampolim (cama elástica) com a disciplina de tumbling.

Normalmente esta última estava associada às provas de duplo mini-trampolim.

No sábado foi o grande dia para o Acrotramp Clube das Caldas, pois conquistou dois excelentes primeiros lugares individualmente e um por equipas.

No entanto, o primeiro a entrar em competição foi o ginasta iniciado de primeiro ano, Henrique Nascimento. Foi apurado para a final (oito primeiros ginastas das preliminares), e finalizou a sua prova com um bom 4º lugar. Pena, porque ficou apenas a 0.1 décimos do 3º classificado e assim poder subir ao pódio. Este ginasta demonstra algumas capacidades mas tem que continuar a trabalhar de uma forma mais empenhada se deseja algum dia competir ao mais alto nível da disciplina.

No período da manhã competiu ainda a ginasta Anna Pavliv (Juvenis) no Trampolim. Realizou as suas séries sem falhas mas esperava-se mais desta jovem ginasta já com alguma experiência no aparelho, uma vez que compete desde a categoria de infantis. É uma boa executante e tem que acreditar mais nas suas potencialidades.

 

Andreia Berto em trampolim na categoria de seniores, iniciou a sua competição na parte da manhã com as séries preliminares. Realizou as séries com bom nível de execução apurando-se naturalmente para as finais. Aí não foi feliz comprometendo a classificação no último elemento (duplo mortal encarpado). Foi pena mas nada apaga esta excelente época, pois ainda recentemente conquistou o título de campeã nacional noutro difícil aparelho (duplo mini-trampolim).

Em seguida competiram os ginastas Miguel Faria, Duarte Fragueiro e Pavlo Stratovych (juvenis) novamente em tumbling. Foram com todo o mérito campeões nacionais por equipas realizando as suas séries sem falhas tanto nas preliminares com nas finais. Cada ginasta realizou quatro séries e mais consistente foi o jovem ginasta caldense, Miguel Faria que comandou a competição desde o início. Arriscou logo na 1ª série “colocando” grande dificuldade (duplo mortal). Excelente execução aliada à dificuldade permitiu larga vantagem pontual que não desperdiçou mais até ao final. Está de parabéns o nosso novo campeão e desejar um futuro na modalidade ainda mais promissor.

No final do dia competiram os ginastas Henrique Lino e Manuel Oliveira nas categorias de juniores e seniores respectivamente, com excelente desempenho. Henrique Lino fica também a um lugar do pódio mas esteve muito bem realizando 4 saídas de duplo mortal sempre com boa recepção. Esta categoria é muito competitiva porque determina quem passa ou não a ginasta de elite.

Manuel Oliveira na categoria de seniores sagrou-se campeão nacional com a realização de 4 séries (2 das preliminares e 2 das finais) acabando sempre com a execução de duplos mortais. Muita segurança na realização dos movimentos de maior dificuldade, garantiram o título que o nosso ginasta bem merece, atendendo à entrega e dedicação que tem demonstrado na prática da modalidade. Está de parabéns o Manuel. 

No domingo o clube esteve representado em trampolim sincronizado com os pares Beatriz Rodrigues / Margarida Romão (Iniciadas) e Anna Pavliv / Mariana Romão (juvenis). Infelizmente as nossas ginastas acusaram muito nervosismo e não conseguiram demonstrar o seu valor. Nos treinos executam de forma positiva e esperava-se naturalmente uma boa prestação. Estiveram bem melhor na prova distrital, pois aí cumpriram até ao décimo elemento, assegurando a passagem direta com pontuação bem acima do exigido, para a prova máxima da especialidade. O Acrotramp tem nesta disciplina (sincronizado) uma boa história de sucesso com várias idas ao pódio nacional, inclusive apurando pares para o campeonato do mundo por idades.

 Na contabilidade final, três idas ao pódio, duas individualmente e uma por equipas, numa competição com muito cansaço e desgaste, numa prova que parecia não terminar.

Tendo em conta a forma como o Clube encara a competição, atendendo aos meios materiais e horas disponibilizadas, estamos orgulhosos do nosso percurso.

Sabemos que era possível alcançar outros patamares nesta modalidade em que Portugal está internacionalmente bem colocado (dois ginastas olímpicos, Ana Rente e Diogo Ganchinho que esperamos ver brevemente no festival internacional, que se realizará no próximo dia 31 de Maio, da responsabilidade deste clube caldense).

No entanto temos conhecimento que para evoluir necessitaríamos de outras condições, seja a nível da dedicação seja a nível de meios materiais. Os novos aparelhos de trampolim com redes (lonas) 4/4 são na realidade limitadores de um bom desempenho técnico.

Reiteramos os nossos parabéns aos ginastas. Parabéns também aos treinadores e dirigentes pelo trabalho realizado e o nossos agradecimentos aos pais, pelo acompanhamento e apoio.