Procurar no site


Acrotramp Clube de Caldas em destaque no Campeonato Nacional de Duplo Mini-Trampolim 2013

25-03-2013 21:20

ANDREIA BERTO (SÉNIORES) É CAMPEÃ NACIONAL DE DUPLO MINI-TRAMPOLIM / MÁGUI LAGE É 3ª CLASSIFICADA NA CATEGORIA DE JUNIORES / DIOGO SILVA, RAFAEL CARVALHO E MIGUEL FARIA (JUVENIS), SÃO VICE-CAMPEÕES NACIONAIS POR EQUIPAS

Decorreu no passado fim-de-semana, dias 23 e 24 de Março, o Campeonato Nacional de Duplo Mini-Trampolim, prova de apuramento de trampolim Individual e Sincronizado e ainda uma qualificativa de Ginástica Rítmica, no Pavilhão Municipal de Loulé, reunindo cerca de 600 ginastas, em representação de  vários clubes de todo o país.
Foi uma prova inédita por parte da federação que não agradou à maioria dos técnicos presentes. O campeonato Nacional de Duplo Mini-trampolim ficou prejudicado porque a música da ginástica rítmica dificultava as concentrações assim como os aplausos no terminar das apresentações. Existiu pouco espaço destinado à zona dos ginastas e treinadores (3 grupos em prova) e por esse motivo alguma confusão no início da corrida para a realização das séries. No nosso entender é uma experiência a não repetir porque o Duplo Mini- Trampolim merece outra dignidade, pelos sucessos alcançados em competições internacionais, com vários campeões do mundo individualmente e por equipas.
O Acrotramp Clube de Caldas, esteve presente nesta prova com 6 ginastas, 3 da categoria de juvenis, 2 da categoria de juniores e 1 sénior.
Espectacular prova dos ginastas caldenses, nesta maratona de ginástica, na área dos trampolins, mais concretamente no Duplo Mini-Trampolim. Neste aparelho cada ginasta realiza duas séries facultativas e os 8 melhores ginastas são apurados para as finais. As finais começam novamente do zero e os ginastas não podem repetir os mesmos movimentos técnicos realizados nas preliminares. Tudo é possível. Portanto a primeira prioridade é ficar entre os 8 primeiros.
A primeira ginasta a entrar em competição foi Mágui Lage na categoria de juniores com 24 participantes. Acabou as preliminares em 5º lugar e nas finais através de séries com boa execução conseguiu atingir um pódio com um bom 3º lugar. Está de parabéns esta ginasta que necessita de maior confiança nos saltos de dificuldade superior.
A segunda ginasta a competir foi a sénior Andreia Berto, que este ano está a estudar em Lisboa e com muita dificuldade consegue treinar. A competição não poderia começar da pior forma. No momento da corrida uma ginasta do escalão de iniciadas (11/12 anos) passou à sua frente o que obrigou uma paragem. Começando de novo, perdeu a concentração necessária para o salto a realizar com dificuldade superior. Arriscou tudo na segunda série e com muita garra segurou o duplo mortal na posição engrupada na saída do aparelho. Por felicidade passou às finais na 6ª posição. Reagiu com toda a sua experiência e realizando séries de alto nível de execução e dificuldade superou todas as outras ginastas, repondo a verdade desportiva. Sagrou-se com todo o mérito campeã nacional da modalidade. Viva a nossa universitária e acreditamos noutro bom desempenho no nacional de Trampolim (cama elástica) a realizar em Maio na cidade de Santarém.
Da parte da tarde foi a vez dos ginastas masculinos, três juvenis (13/14 anos) e um júnior (15/16 anos).
Não é fácil passar todas as etapas (distritais e qualificativa) sempre com quotas e mínimos exigidos, tanto a nível individual como colectivo. Ou seja para constituir equipa é necessário que os três ginastas sejam apurados individualmente. Consequentemente nem todos os clubes conseguem esse feito.
São vice-campeões nacionais por equipas os nossos jovens ginastas, Rafael Carvalho, Diogo Silva e Miguel Faria, que cumpriram as séries destinadas com muita determinação.
Rafael Carvalho num total de 24 ginastas, passou às finais num 6º lugar, realizando duas séries com grau de dificuldade superior (duplos mortais com piruetas).
Esteve muito bem e nas finais conseguiu subir um lugar, terminando na 5ª posição.
Diogo Silva iniciou muito bem a prova com uma boa primeira série. Na segunda não foi feliz na recepção de um duplo mortal com meia pirueta na posição encarpada, comprometendo a passagem às finais. Reúne condições para vir a ser um saltador de qualidade se continuar a trabalhar com mais empenho e determinação.
Miguel Faria esteve ao nível que lhe foi proposto podendo desta forma participar neste aparelho que não é o seu, uma vez que este jovem ginasta dedica-se mais ao treino do tumbling. Fazemos votos para que consiga uma boa classificação no nacional da modalidade que se realizará em Maio.
O júnior Henrique Lino realizou as suas séries com segurança, colocando dois duplos mortais. Este ginasta tem potencialidades em todos os aparelhos devido à sua boa condição física. Não tem treinado com regularidade este aparelho e acreditamos que se nada de imponderável vier a acontecer, poderá ter um excelente desempenho no campeonato nacional de tumbling.
Para os jovens campeões, os nossos parabéns pelo excelente desempenho, com 5 de 6 ginastas a virem medalhados e 5 deles a colocarem múltiplos nas suas séries (duplos mortais com ou sem piruetas).
Parabéns à Professora Margarida Alexandra Lage pelo trabalho realizado nesta área dos Trampolins, já com bastantes campeões nacionais no seu historial e de sua responsabilidade.
O Acrotramp também está de parabéns pelos títulos alcançados. Significa que o projecto está na boa direcção e consegue manter-se no topo da ginástica nacional. Tanto a nível da competição com bons resultados, como a nível da formação com bastante jovens a iniciarem a prática da modalidade e ainda ao nível da divulgação com o momento do Festival Internacional de Ginástica que vai para a 23ª edição.